Jornal Pires Rural – Edição 240 | LIMEIRA, Maio de 2020 | Ano XV

A vacinação para a imunidade de doenças é imprescindível para manter a saúde dos animais e consequentemente a saúde dos seres humanos. A vacinação é um bem comum o qual temos o dever de cumprir, por nós e pelo outro. Estamos em pleno período da vacinação contra Febre Aftosa no Estado de São Paulo e, para que todos tenham ciência de que as instituições do governo do Estado estão funcionando neste período de isolamento social imposto pelo covid-19, entramos em contato pelo WhatsApp com o engenheiro agrônomo, Daves Willian Setin, Diretor Técnico de Divisão – Substituto do Escritório de Defesa Agropecuária, EDA-Limeira. Acompanhe a conversa. 

A vacinação contra febre aftosa
A vacinação para a imunidade de doenças é imprescindível para manter a saúde dos animais e consequentemente a saúde dos seres humanos.

Jornal Pires Rural:O governo do Estado de São Paulo decretou alguma portaria nova com medidas sanitárias, ou seja, se devido a pandemia covid-19, os cuidados sanitários se acentuaram?

Daves W. Setin: “Sim, algumas medidas foram tomadas pelo governo do Estado, para proteção dos funcionários e dos usuários do nosso serviço público. O pessoal do ‘grupo de risco’, num primeiro momento, foi colocado para gozo de férias e licenças-prêmio e após estes períodos serão colocados em teletrabalho. O pessoal que não é do ‘grupo de risco’ está desde o final do mês de março, em teletrabalho, atendendo as demandas, normalmente, por e-mail ou por telefone institucional. Apesar de não estarmos atendendo no Escritório de Defesa Agropecuária, EDA-Limeira, ou seja, sem atendimento presencial, é importante ressaltar que não deixamos de atender às demandas do nosso serviço”.

Jornal Pires Rural: Como está acontecendo o atendimento do Escritório de Defesa Agropecuária, EDA-Limeira, nesta fase de quarentena e isolamento social, imposta pelo covid-19?

Daves W. Setin: “Estamos atendendo principalmente por e-mail (eda.limeira@eda.sp.gov.br) e pelo telefone institucional (19 – 98274-6333), sem deixar de atender ninguém. Por nosso serviço ser essencial, algumas atividades, fazemos presencialmente nas propriedades, mas tudo agendado. Fazemos uso de máscaras e somente um funcionário em cada atividade e com autorização do diretor e do coordenador”.

Jornal Pires Rural: o estado de São Paulo está em campanha de vacinação contra a febre aftosa. A vacinação está ocorrendo normalmente?

DavesW. Setin: “Sim. As revendas de insumos veterinários estão comercializando as vacinas e os produtores vacinando (os rebanhos) normalmente. A única alteração (que ocorreu) foi em relação ao Gedave, que é cem por cento informatizado. A vacinação está ocorrendo normalmente em maio e o prazo da declaração foi estendido até o dia 01 de julho, de 2020, para que os produtores tenham mais tempo para lançar no sistema gedave.defesaagropecuaria.sp.gov.br“.

Jornal Pires Rural: Antes da quarentena e isolamento social imposto pela pandemia covid-19, que tipo de atendimento o EDA-Limeira oferecia on-line e quais atendimentos eram oferecidos na presença do produtor rural?

Daves W. Setin: “Antes da quarentena, a maior parte dos serviços externos era de inspeção para certificação dos produtos da área animal e da área vegetal. Serviços como emissão de documentos já eram informatizados e possíveis de serem feitos por meio eletrônico, mas a maioria do público nos procurava na repartição para obtê-los. Neste período de quarentena, os trabalhos externos como inspeção foram suspensos e, somente os serviços essenciais foram mantidos para que os produtores consigam a certificação necessária para acessar os mercados desejados em outros Estados e países e, desta forma, não ocorrer o desabastecimento. Manter o abastecimento é o grande objetivo da Secretaria de Agricultura e Abastecimento e do governo do Estado, neste momento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *