A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo criou o Programa de Acessibilidade Rural Cidadania no Campo. O objetivo principal é auxiliar as prefeituras e o Estado na ampliação de serviços públicos à população do campo.
Segundo Francisco Sergio Ferreira Jardim, Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, “é uma ação que será realizada em parceria com outros órgãos estaduais e auxiliará as administrações municipais a elaborarem o mapa de rotas das propriedades rurais paulistas. Esse endereçamento será utilizado para aprimorar sistemas de segurança, saúde, transporte e outros serviços públicos voltados ao cidadão”, diz o Secretário.
Para o Secretário, um dos principais entraves à segurança no campo é a falta de um endereço. Com o programa, o produtor rural, ao ligar 190 ou qualquer outro serviço de emergência, terá um endereço para fornecer ao atendente. “Com a participação da sociedade nessa ação, será possível acionar uma viatura da polícia, uma ambulância e todo o atendimento que for necessário para combater essas situações no meio rural”, ele enfatizou.

Segurança rural contínua
“Queremos elaborar um projeto de segurança rural perene para o Estado de São Paulo, que possa servir de modelo para implantação no País. Para isso, criamos um Grupo Técnico de desenvolvimento do Programa, para elaborar um manual com instruções para identificar e nomear estradas”, acrescenta Francisco.
Uma das propostas do Grupo Técnico é disponibilizar os mapas às prefeituras, por meio de convênios, em formato adequado para uso em aplicativos de rotas nas viaturas das polícias Militar, Civil e Florestal e ambulâncias. “Assim, é possível atender com maior facilidade às propriedades, em caso de emergência. Além disso, é um facilitador da logística de insumos para as propriedades rurais.
O trabalho segue as normas federais e estaduais de localização e endereçamento. Por isso, é importante reunir representantes das outras secretarias, pois a identificação das propriedades tem uma padronização, em um trabalho descentralizado das prefeituras, coordenado pela Secretaria de Agricultura”, elucidou.

Equipamento
Além do trabalho de monitoramento, a compilação das informações leva em conta os dados já disponíveis em cada um dos órgãos governamentais, como o Levantamento Censitário das Unidades de Produção Agropecuária (Lupa) do Estado, executado por meio da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) e do Instituto de Economia Agrícola (IEA). “É um trabalho fundamental para garantir melhor qualidade de vida à população rural, para manter o homem no campo e para que possa continuar produzindo e abastecendo o Brasil e o mundo com os alimentos provenientes da nossa agropecuária. Apoiar o produtor rural, especialmente o pequeno e médio agricultor é uma das nossas principais missões na Secretaria” finalizou Francisco Sergio Ferreira Jardim.

Com informações da Assessoria de Comunicação – Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *